Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Cimeira com 193 países procura acordo internacional contra poluição por plásticos

Objetivo não é eliminar completamente o plástico, mas retirá-lo do meio ambiente e reciclar este material.
Lusa 29 de Novembro de 2022 às 09:16
Plásticos
Plásticos FOTO: Pexels
Delegações de 193 países reuniram-se no Uruguai para trabalhar na redação de um acordo internacional que apoie a eliminação da poluição por plásticos, tendo como objetivo manter este material "na economia e não no meio ambiente".

A diretora-executiva do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), Inger Andersen, destacou esta segunda-feira a relevância do acordo que pretende alcançar esta cimeira, que está a decorrer na cidade uruguaia de Punta del Este.

"A reunião em Punta del Este é extremamente importante. É uma ronda de negociações onde os países vão procurar um acordo", salientou a especialista, em conferência de imprensa.

Inger Andersen destacou que o foco não é eliminar completamente o plástico, mas retirá-lo do meio ambiente e reciclar este material.

"Estamos muito dependentes do plástico, todos temos em casa, é um produto útil, precisamos dele. Não somos necessariamente contra o plástico, mas sim contra o plástico no ambiente. A ideia é que, uma vez extraído o petróleo da nossa terra, usamos, guardamos na economia", frisou.

Andersen, que viajou para o Uruguai para participar da Primeira Reunião do Comité Internacional do Acordo do Plástico, que acontece desde o último sábado e termina sexta-feira, destacou que, embora um dos principais obstáculos no caminho seja essa dependência, há muitos atores comprometidos com o objetivo de passar do "fazer, usar e descartar" para o "fazer, usar e reutilizar".

"Perguntamos se as grandes empresas de logística ou carga querem reaproveitar os materiais que usam para enviar embalagens e a resposta é sim, muitas empresas estão dispostas a isso. Para a indústria das bebidas é até má publicidade ver que as garrafas são atiradas para longe nas águas, então há predisposição", analisou, referindo-se às grandes empresas.

Depois de participar no evento em Punta del Este, onde também falou o Presidente uruguaio, Luis Lacalle Pou, Andersen manteve uma reunião em Montevidéu com diversos ministros locais.

Este evento internacional, enquadrado na primeira reunião do Comité Intergovernamental de Negociação (INC-1), pretende para desenvolver um instrumento juridicamente vinculativo sobre poluição pelos plásticos, segundo explicou o PNUMA.

Uruguai Inger Andersen Punta del Este política organizações internacionais plásticos
Ver comentários
C-Studio