Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Youtube fecha canal de pastor que pretende "curar a homossexualidade" e abre polémica na Nigéria

Emmanuel TV tinha mais de 1,8 milhões de seguidores e 600 milhões de visualizações.
Lusa 19 de Abril de 2021 às 14:38
Emmanuel TV tinha mais de 1,8 milhões de seguidores e 600 milhões de visualizações
Emmanuel TV tinha mais de 1,8 milhões de seguidores e 600 milhões de visualizações FOTO: Facebook
O pastor nigeriano TB Joshua apelou aos seus seguidores a "rezarem pelo YouTube" e a não responderem através do ódio ao encerramento do seu canal naquela plataforma, onde colocou vídeos em que afirmava "curar a homossexualidade".

"Ajudem-me a rezar pelo YouTube", declarou o pastor evangélico no seu sermão de domingo, publicado hoje de manhã na rede social Facebook. "Rezem por eles, temos de os considerar como amigos, temos de ser fortes".

O YouTube fechou na semana passada o canal "online" Emmanuel TV, do pastor da Synagogue Church Of All Nations (SCOAN), que tinha mais de 1,8 milhões de seguidores e 600 milhões de visualizações, no seguimento de uma queixa da associação britânica OpenSociety, que denunciou discursos de ódio e homofóbicos.

Youtube Nigéria Joshua artes cultura e entretenimento religião Internet
Ver comentários