Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Cocaína e haxixe no ar de Roma

Um estudo levado a cabo pelo Conselho Nacional de Investigação de Itália concluiu que no ar que respiram os habitantes de Roma convivem, além do pólen das plantas, dos gases emitidos pelas indústrias e dos automóveis, partículas de cocaína e de outras drogas como haxixe.
1 de Junho de 2007 às 00:00
Quem vive em Roma respira um ar muito poluído
Quem vive em Roma respira um ar muito poluído FOTO: Giampero Sposito, Reuters
Esta investigação é a primeira do género em todo o Mundo e, segundo os responsáveis pelo estudo, foi realizada em duas áreas urbanas de Itália – Roma e Taranto – e ainda na capital da Argélia. As maiores concentrações de cocaína foram encontradas no centro de Roma, sobretudo na área da Universidade de la Sapienza e durante os meses de Inverno. Por seu turno, em Taranto a concentração é muito menor e em Argel praticamente inexistente.
Na capital italiana também foram detectadas substâncias muito perigosas como benzopireno, um hidrocarboneto cancerígeno.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)