Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol do filho deste

Jose tinha o sonho de ver o filho jogar. Em sua homenagem, dezenas de agentes compareceram na partida.
Correio da Manhã 23 de Setembro de 2019 às 13:06
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Colegas de polícia morto em serviço juntam-se para ver o primeiro jogo de futebol de filho órfão
Jose 'Speedy' Espericueta trabalhava como polícia no estado norte-americano do Texas. Morreu em junho deste ano, quando se encontrava em serviço, após ter sido alvejado. O agente da polícia tinha o sonho de assistir ao primeiro jogo de futebol do filho de 13 anos, mas não o conseguiu realizar.

Joaquin, filho do polícia que morreu no cumprimento das suas funções, estreou-se este sábado em campo como capitão honorário e na bancada tinha um público muito especial.

Agentes da polícia de todo o estado do Texas marcaram presença na partida. "Prometemos à família do Jose que estariamos sempre presentes nestes momentos importantes. Queremos que o Joaquin saiba que estamos lá com ele, mesmo que o pai não esteja", afirmou Javier Lara em declarações à CNN.

Esta foi apenas uma das muitas demonstrações de apoio e carinho que os polícias tiveram para com a família do colega Jose. No primeiro dia de escola de Joaquin, os agentes estiveram lá, e ajudaram também a filha mais velha a mudar-se para San Antonio, quando foi para a Universidade.

Jose Espericueta morreu ao aceder a um pedido de ajuda de uma mulher que acusava o filho de ter disparado contra si. O agente, que foi morto a tiro, pelo suspeito, ainda foi transportado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.
Jose Espericueta Jose Texas Joaquin questões sociais desporto futebol polícia crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)