Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

COLINAS DA IRA ISRAELITA

Centenas de colonos israelitas no território autónomoa palestiniano da Cisjordânia mobilizaram-se esta quinta-feira contra a operação militar israelita de demolição do colonato ilegal de Mitzpe Yitzhar, escassas horas depois de um suicida palestiniano ter morto à bomba o dono de um estabelecimento no Norte de Israel, acção já reivindicada pela Jihad Islâmica.
19 de Junho de 2003 às 15:50
Pormenor dos confrontos em Mitzpe Yitzhar
Os colonos israelitas da Cisjordânia juraram fazer de Mitzpe Yitzhar um exemplo da sua oposição ao Roteiro da Paz, o plano de paz israelo-palestinana apadrinhado pelos EUA que prevê a criação de um Estado palestiniano em 2005. O plano obriga Israel a desmantelar todos os colonatos que tenham sido erguidos em território autónomo dos palestinianos sem autorização governamental. Na sua maioria, esses colonatos são simples postos desabitados e dez deles já foram desmantelados na semana passada, mas a acção de hoje antecede em um dia a chegada à região do secretário de Estado norte-americano, Colin Powell, e foi aproveitado pelos colonos para criar um facto político. Powell reúne amanhã na Cisjordânia com os chefes de Governo de Israel e da Autoridade Palestiniana, respectivamente Ariel Sharon e Mahmmoud Abbas.
Esta manhã, o coronel pára-quedista Aviv Kochavi avançou com largas dezenas de militares na direcção do colonato de Mitzpe Yitzhar, adjacente ao grande colonato de Yitzhar. O comandante obrigou os seus homens a avançar desarmados, apenas munidos de facas para desmontar as tendas erguidas no topo da colina. O objectivo dessa medida cautelar foi prevenir a hipótese de um colono tirar uma arma a um soldado e com esse gesto dar origem a algum incidente dramático no meio do calor das discussões. O coronel tinha razão em ter cuidado. Centenas de israelitas residentes em colonatos vizinhos mobilizaram em defesa da colina, jurando fazer dela um exemplo de resistência.
Os soldados desarmados foram rechaçados pelos colonos, após confrontos físicos, que resultaram em ferimentos nalguns militares e colonos. O coronel mandou isolar os colonatos vizinhos e montou barreiras nas estradas mais próximas, fazendo também avançar para a colina dois veículos blindados. Os colonos romperam as barreiras e incendiaram olivais e campos de trigos de palestinianos nas imediações. À hora desta notícia ainda prosseguiam os confrontos na colina de Mitzpe Yitzhar. De acordo com o diário israelita “Haaretz”, os oficiais envolvidos na operação podem dispensar qualquer soldados que alegue problemas psicológicos em fazer frente aos colonos, mas nenhum desistiu.
ATENTADO PELA MANHÃ
O dia começou em Israel com mais um atentado terrorista cometido por um suicida palestiniano, desta feita num ‘café’ em Sdeh Trumot, no Norte do país. O estabelecimento ficou completamente destruído e na explosão morreram o terrorista e o dono do ‘café’.
Presume-se que a bomba tenha explodido antes do previsto. A Jihad Islâmica já reivindicou o atentado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)