Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Colombianos recusam acordo de paz com as FARC

O "não" venceu pela margem mínima.
3 de Outubro de 2016 às 00:00
O Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e Rodrigo Londoño, chefe das FARC, cumprimentam-se
O Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, e Rodrigo Londoño, chefe das FARC, cumprimentam-se FOTO: EPA
Os eleitores colombianos rejeitaram este domingo, em referendo, o acordo de paz do Governo com a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

De acordo com os resultados oficiais, quando estavam escrutinadas 99,08% das mesas, 50,24% dos votantes (6.400.516) disseram "não" ao acordo e 49,75% (6.338.473) disseram "sim".

Para que a consulta popular seja válida, é necessário um mínimo de 4.536.992 votos "sim", fasquia que foi ultrapassada.

O acordo de paz foi assinado na segunda-feira, em Cartagena das Índias, pelo Presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, e pelo "número um" das FARC, Rodrigo Londoño.

A pergunta à qual os eleitores tinham que responder, hoje, com um "sim" ou um "não", era se apoiavam o acordo final para o fim do conflito e a construção de uma paz estável e duradoura.

O acordo de paz, para ser válido, tinha de ser ratificado em referendo.

O Governo colombiano admitiu, anteriormente, que não tinha um "plano B" caso o acordo de paz fosse rejeitado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)