Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Comandante terá abandonado navio

Sobreviventes dizem que o capitão Lee Joon-seok foi um dos primeiros a ser resgatado.
18 de Abril de 2014 às 12:39
As buscas de sobreviventes do naufrágio foram dificultadas por mau tempo no sul da Coreia
As buscas de sobreviventes do naufrágio foram dificultadas por mau tempo no sul da Coreia FOTO: Jeon Heon-Kyun/EPA

O comandante do ‘ferry' que naufragou terça-feira na Coreia do Sul terá sido um dos primeiros a abandonar o navio, acusam vários sobreviventes daquela que poderá ser a maior tragédia marítima do país nas últimas duas décadas.

A empresa responsável pelo ‘ferry' recusou responder a perguntas sobre o comportamento do capitão Lee Joon-seok, de 69 anos, mas vários sobreviventes garantem que ele fugiu no primeiro dos dois salva-vidas lançados à água.

"Lamento e estou profundamente envergonhado. Não sei o que dizer", disse o comandante. Recorde-se que a tripulação deu instruções aos passageiros para não saírem do lugar, o que terá agravado a tragédia. Dezenas de mergulhadores lutavam ontem contra o tempo para tentarem encontrar sobreviventes, mas o mau tempo, as correntes e a fraca visibilidade dificultavam a tarefa. O último balanço é de 9 mortos e 287 desaparecidos, na sua maioria adolescentes que iam numa visita de estudo. Outras 179 pessoas foram resgatadas.

Soube-se, entretanto, que vários passageiros conseguiram enviar SMS a familiares antes do navio afundar. "Para o caso de não poder voltar a dizê-lo: amo-te muito, mamã", escreveu uma adolescente.

mundo naufrágio coreia do norte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)