Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Comandantes do Exército pressionam Olmert

Cerca de cinco dezenas de comandantes reservistas do Exército israelita querem que o primeiro-ministro (PM) Ehud Olmert assuma as suas responsabilidades nos erros cometidos durante a guerra do Líbano.
22 de Janeiro de 2008 às 09:38
Numa petição publicada esta terça-feira nos media israelitas, os comandantes militares dizem estar “inquietos com as normas de comportamento da classe política”.
A petição é divulgada antes da publicação do relatório definitivo da comissão governamental de inquérito sobre os erros cometidos no Líbano contra o movimento xiita do Hezbollah entre 12 de Julho e 14 de Agosto.
Dirigindo-se directamente ao PM israelita, os signatários da petição defendem que o governante “deve declarar se está pronto a assumir as suas responsabilidades” após a divulgação das conclusões do relatório.
Entrevistado na rádio pública israelita, um dos comandantes, Tomer Tzitter, precisou: “Não exigimos que o Sr. Olmert se demita, mas que assuma as suas responsabilidades”. E acrescentou: “É intolerável que o valor supremo da responsabilidade seja ridicularizado".
Durante a guerra do Líbano, perderam a vida mais de 1.200 libaneses, na sua maioria civis, e 160 israelitas, sobretudo soldados, sendo que o Exército israelita não conseguiu desmantelar o aparelho militar do Hezbollah no sul do Líbano e travar os bombardeamentos contra o norte de Israel.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)