Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

'COMANDO VIZCAYA' DA ETA DESMANTELADO

Uma operação levada a cabo pela polícia autónoma basca durante a madrugada de sexta-feira levou à detenção de quatro membros do "Comando Vizcaya" da ETA, entre os quais Gorka Martínez Arkarazo, o alegado cabecilha do grupo.
7 de Setembro de 2003 às 00:00
Gorka Martínez é o alegado chefe do Comando Vizcaya
Gorka Martínez é o alegado chefe do Comando Vizcaya FOTO: Txema Fernandez/EPA
Para além da detenção dos alegados "etarras", a acção policial permitiu igualmente o desmantelamento de uma oficina onde eram preparados os explosivos para os atentados, e na qual a Ertzaintza encontrou 125 quilos de explosivos, uma "bomba-lapa" já preparada para ser utilizada, utensílios para fabricar artefactos explosivos e várias granadas.
As três pessoas detidas, além de Gorka, são Ziortza Fernández Larrazabal, Aritza Ferrero Ruiz e Aitor Herrera Vieites.
O suposto chefe do "Comando Vizcaya" da ETA não tinha cadastro e, curiosamente, trabalhava como auxiliar da Polícia Municipal em Amorebieta. Na sua vivenda foram encontrados detonadores, várias armas e importante documentação sobre a acção da ETA.
O "Comando Vizcaya", ao qual se atribui os seis atentados nos últimos três meses no País Basco, entre os quais o carro bomba colocado no aeroporto de Santander em Julho, estava a planear uma acção terrorista na região da Cantábria, anunciou Javier Balza, ministro Basco do Interior. A Guarda Civil está ainda a investigar a responsabilidade do "Comando Vizcaya" noutros atentados ocorridos desde Junho no País Basco e que causaram danos avultados.
A detenção dos alegados terroristas foi já aplaudida por Mariano Rajoy, secretario-geral do Partido Popular e candidato à chefia do governo nas próximas eleições de 2004.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)