Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Comissão de Assuntos Judiciais aprova destituição de Donald Trump

Aprovados dois artigos que acusam o presidente de abuso de poder e obstrução, abrindo caminho à votação na Câmara dos Representantes.
Ricardo Ramos 14 de Dezembro de 2019 às 10:49
Jerrold Nadler, presidente da comissão  que aprovou as acusações contra Trump
Trump é acusado de abuso de poder e obstrução do Congresso
Donald Trump
Jerrold Nadler, presidente da comissão  que aprovou as acusações contra Trump
Trump é acusado de abuso de poder e obstrução do Congresso
Donald Trump
Jerrold Nadler, presidente da comissão  que aprovou as acusações contra Trump
Trump é acusado de abuso de poder e obstrução do Congresso
Donald Trump

A Comissão de Assuntos Judiciais da Câmara dos Representantes dos EUA aprovou esta sexta-feira os dois artigos de impeachment contra Donald Trump, dando o primeiro passo formal para a destituição do presidente e abrindo caminho à votação no plenário daquela câmara já na próxima semana.

Como era esperado, os democratas, que têm maioria na Comissão, votaram de forma unânime a favor da destituição do presidente pelos crimes de abuso de poder e obstrução ao Congresso, enquanto os republicanos se opuseram em bloco. O resultado final da votação foi 23 votos a favor e 17 contra, refletindo a distribuição de lugares na Comissão.

"Hoje é um dia solene e triste. É a terceira vez em pouco mais de século e meio que esta comissão aprova artigos de destituição contra um presidente", afirmou o democrata Jerrold Nadler, presidente da Comissão. Em causa estão as alegadas pressões de Trump sobre a Ucrânia para investigar o rival democrata Joe Biden, consideradas pelos democratas como um convite à interferência externa nas presidenciais de 2020.

"É um dia triste para o nosso país", reagiu Trump, afirmando que todo o processo não passa de uma invenção dos democratas. "O impeachment é uma farsa. Uma fraude", acusou.

Os democratas esperam votar os dois artigos de destituição esta quarta-feira na Câmara dos Representantes, onde têm maioria. O processo passará então para o Senado, onde Trump será julgado.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)