Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Comissário europeu promete acolhimento de "todos os que precisam de proteção"

Timmermans pede aos Estados membros fidelidade aos "valores humanitários".
31 de Agosto de 2015 às 13:45
O vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans
O vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans FOTO: EPA

A Europa "nunca vai mandar embora aqueles que precisam de proteção", afirmou esta segunda-feira o vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans, pedindo aos Estados membros fidelidade aos "valores humanitários" face a uma "crise mundial".

Timmermans, que falava ao lado do primeiro-ministro francês, Manuel Valls, durante uma visita a Calais, anunciou uma verba adicional de cinco milhões de euros para ajudar o Governo francês a gerir o alojamento de milhares de migrantes e refugiados que vivem em condições difíceis naquela zona do norte de França enquanto esperam uma oportunidade por viajar para o Reino Unido.

Manuel Valls criticou por seu lado os "demasiados países" europeus que recusam assumir o seu papel face à crise migratória e sugeriu o envio de uma guarda fronteiriça europeia para as fronteiras externas.

"Temos de refletir sobre a necessidade de guardas de fronteira europeus, porque Schengen não é só a abolição das fronteiras internas, é também o reforço das fronteiras externas", disse.

A agência europeia de controlo das fronteiras, Frontex, tem equipas de guardas, mas estas apenas são destacadas para missões temporárias.

Valls juntou-se aos apelos de vários dirigentes europeus para a criação de uma lista de "países seguros", cujos cidadãos podem candidatar-se a asilo na Europa, e tentou desmotivar quaisquer idas para Calais, sublinhando que a segurança foi "consideravelmente reforçada". "Vir para Calais é atirar-se para um beco sem saída", disse.

Europa vice-presidente da Comissão Europeia Frans Timmermans Manuel Valls migrações
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)