Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Companhia aérea permite aos passageiros evitar os bebés nos aviões

Japan Airlines introduziu no sistema de reserva de lugares uma opção que revela lugares comprados para bebés.
SÁBADO 29 de Setembro de 2019 às 09:19
Criança em avião
Criança em avião FOTO: Sábado

A companhia aérea japonesa Japan Airlines criou uma nova ferramenta que permite aos passageiros saberem onde os bebés vão estar sentados. Quando os passageiros escolherem os seus assentos no site, surge um ícone de uma "criança" nos lugares ocupados por bebés até dois anos.

"Passageiros que viajam com crianças entre oito dias e dois anos de idade que selecionem os seus assentos no site da JAL vão ter um ícone de criança exibido nos seus lugares na tela de seleção de assentos", informa o site da companhia aérea.

Não se sabe quando é que a companhia lançou pela primeira vez esta ferramenta, mas foi amplamente notado depois do investidor Rahat Ahmed escrever sobre isso no Twitter. "Obrigada, por me avisarem sobre onde os bebés planeiam gritar e berrar durante uma viagem de 13 horas", escreveu.

Ainda há algumas limitações na ferramenta. O ícone não vai aparecer se a pessoa que viajar com as crianças tiver selecionado os seus assentos como parte de uma reserva de excursão ou noutro site e se os passageiros comprarem os bilhetes com milhas de passageiro frequente.

A companhia japonesa não é a primeira a tentar tornar as viagens mais confortáveis para outros viajantes quando há bebés a bordo. Em 2016, a companhia aérea indiana IndiGo lançou o "Quiet Zones", uma área onde crianças menores de 12 anos não se podem sentar. Outras companhias introduziram filas de assentos sem crianças por uma taxa extra.

Rahat Ahmed Japan Airlines economia negócios e finanças transportes aviação Informação sobre empresas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)