Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Condenação histórica: quatro anos de prisão para ex-membro dos serviços secretos sírios na Alemanha

Este foi o primeiro julgamento no mundo ligado aos abusos atribuídos ao regime sírio.
Lusa 24 de Fevereiro de 2021 às 11:14
Tribunal
Tribunal
A justiça alemã condenou esta quarta-feira um ex-membro dos serviços secretos sírios a quatro anos e meio de prisão por "cumplicidade em crimes contra a humanidade" no primeiro julgamento no mundo ligado aos abusos atribuídos ao regime sírio.

O Supremo Tribunal regional de Koblenz considerou o sírio Eyad al-Gharib, 44 anos, culpado de ter participado na detenção em setembro ou outubro de 2011 de pelo menos 30 manifestantes em Douma, capital da região de Ghouta oriental, perto de Damasco, e na sua transferência para um centro de detenção secreto dos serviços de informações, "a divisão 251" ou Al-Khatib.

A acusação afirmou que ele foi uma peça de um sistema em que a tortura era praticada numa "escala quase industrial".

Alemanha política espionagem sírio agente regime abusos
Ver comentários