Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Confrontos na fronteira entre Gaza e Israel matam 16 palestinianos

Protestos contra a ocupação de Gaza levaram milhares de palestinianos a manifestações que descambaram em violência.
30 de Março de 2018 às 23:20
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Protesto de palestinianos em Gaza leva a confrontos com forças israelitas
Pelo menos 16 palestinianos morreram e dezenas de outros ficaram feridos em confrontos com as forças de segurança israelitas ao longo da fronteira entre Israel e Gaza durante esta sexta-feira, avança a agência Reuters. As mortes ocorreram no contexto das maiores manifestações contra Israel ocorridas em Gaza nos últimos anos.

Dezenas de milhar de palestinianos, que exigem o regresso a de refugiados às terras que hoje integram o território de Israel, juntaram-se junto à vedação que separa os dois territórios ao longo de 65 km. Prometem ficar durante pelo menos seis semanas. O conflito dura desde a fundação do estado de Israel, em 1948, que levou à expulsão de milhares de árabes que viviam nos territórios atribuídos ao novo país. 

Os manifestantes apareceram em massa, com famílias inteiras a montar acampamentos a poucos metros das barreiras policias israelitas. Mas o protesto, que se pretendia pacífico, descambou em violência.

Os militares isrelitas garantem que só dispararam contra pessoas que estavam a tentar sabotar a vedação, usando pneus ateados com fogo. Pelo menos dois dos mortos são militantes do Hamas, o movimento que controla Gaza.

Segundo oficias de saúde palestinianos, pelo menos 400 pessoas terão sido feridas por balas. Muitas outras apresentavam ferimentos de projéteis de borracha ou por inalação de gás lacrimogéneo.

Do lado de Israel, os militares dizem que responderam a ataque vindos do lado de lá da fronteira e justificaram a morte de duas pessoas por disparos de um tanque por estes terem disparado primeiro.

O presidente Palestina Mahmoud Abbas responsabilizou Israel pela violência declarou o próximo domingo como dia nacional de luto.

Está prevista para esta sexta-feira uma reunião do Conselho de Segurança da ONU sobre a situação em Gaza.
Ver comentários