Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Coreia do Norte desafia EUA e lança míssil

Teste falhou, diz Coreia do Sul.
16 de Abril de 2017 às 00:13
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
Coreia do Norte exibe poder militar em altura de tensão com os EUA
A Coreia do Norte tentou lançar um míssil balístico este domingo perto de Sinapo, na costa leste do país, mas o teste terá falhado, informou o Ministério da Defesa da Coreia do Sul. 

Esta tentativa surge um dia depois do regime de Kim Jong-Un ter exibido durante uma parada militar na capital Pyongyang o seu arsenal com um novo míssil.

"A Coreia do Norte tentou testar hoje de manhã um tipo de míssil não identificado, na zona de Sinpo, na província de Hamkyong, mas acreditamos que o teste falhou", refere um comunicado da ministra da defesa sul-coreana.

O lançamento do míssil foi detetado pelo exército norte-americano às 23h21 (22h21 hora de Lisboa), perto de Sinpo, confirmou fonte do Departamento de Defesa norte-americano (Pentágono) à Reuters, acrescentando que o lançamento terá resultado na "explosão quase imediata" do projétil.

"O comando das forças dos EUA no Pacífico detetou e seguiu o que acreditamos ser um míssil norte-coreano disparado às 11h21 do Havaí em 15 de abril [05h51 de hoje em Pyongyang]", disse Dave Benham, porta-voz do Pentágono, acrescentando que "o míssil explodiu quase imediatamente". 

A Coreia do Norte mostrou no sábado vários mísseis balísticos, incluindo um possível novo projétil de alcance intercontinental, num desfile militar para assinalar o aniversário do fundador do país, numa altura de grande tensão com os Estados Unidos.

No dia que marca o 105.º aniversário do nascimento de Kim Il-sung, avô do atual líder norte-coreano, o regime fez desfilar pelo centro de Pyongyang e sobre camiões um tipo de projétil nunca antes exibido em público e que poderá ser um novo míssil balístico intercontinental (ICBM) de combustível sólido, escreve a agência Efe.

No início do ano, o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que presidiu ao desfile de sábado, advertiu que o país estava a ultimar o desenvolvimento de um ICBM que seria capaz de atingir território norte-americano.

Agora, além de mostrar mísseis de médio alcance Musudan e o misterioso e temido KN-08, que é lançado a partir de uma plataforma móvel e ainda não foi testado com êxito, desfilaram na praça Kim Il-sung vários dos últimos desenvolvimentos do regime como o Pukguksong-1 e Pukguksong-2, exibidos em público pela primeira vez.

O primeiro foi um míssil balístico lançado a partir de um submarino (SLBM) e o segundo um projétil de médio alcance lançado a partir de uma plataforma móvel e que foi testado pela primeira vez em fevereiro e voltou a ser testado em 05 de abril, um ensaio que levou Washington a responder com o envio de um porta-aviões com propulsão nuclear para a península.

"As nossas forças revolucionárias estão preparadas para lançar um ataque devastador. Responderemos à guerra total com a guerra total e estamos preparados para responder a uma guerra nuclear com uma guerra nuclear à nossa maneira", afirmou o número dois do governo de Pyongyang, Choe Ryong-hae.

O líder norte-coreano apareceu sorridente e descontraído, acenando à multidão que encheu a praça central da capital norte-coreana para assistir a um desfile militar de mais de duas horas, em que as estrelas foram os novos mísseis balísticos intercontinentais capazes de transportar ogivas nucleares, que Pyongyang está a desenvolver mas ainda não foram testados, bem como os novos mísseis Pukkuksong, preparados para ser lançados por submarinos e que foram mostrados pela primeira vez.

Peritos na matéria estão a analisar as caraterísticas deste novo projétil que, advertem, poderá ser falso, já que não é a primeira vez que o regime exibe em desfiles maquetas falsas de mísseis que está a desenvolver.

A demonstração de força do regime norte-coreano surge dias depois de o presidente norte-americano Donald Trump ter garantido que os EUA estão dispostos a "resolver sozinhos" o problema nuclear da Coreia do Norte.

Pentágono confirma lançamento falhado de novo míssil

O Departamento de Defesa norte-americano (Pentágono) disse ter informação de que a Coreia do Norte tentou lançar hoje um míssil que explodiu no lançamento.

"O comando das forças dos EUA no Pacífico detetou e seguiu o que acreditamos ser um míssil norte-coreano disparado às 11h21 do Havaí em 15 de abril [05h51 de hoje em Pyongyang]", disse Dave Benham, porta-voz do Pentágono, acrescentando que "o míssil explodiu quase imediatamente".

O Pentágono disse desconhecer o tipo de míssil usado nesta tentativa de lançamento.

Os Estados Unidos confirmaram, assim, informação dada minutos antes pelo Ministério da Defesa da Coreia do Sul.

Mais tarde, o secretário da Defesa dos Estados Unidos, James Mattis, divulgou um breve comunicado sobre o lançamento.

"O Presidente e a sua equipa militar estão informados do mais recente lançamento falhado de míssil da Coreia do Norte. O Presidente não tem mais comentários", disse Mattis, segundo o breve comunicado do Pentágono.
Coreia do Norte teste míssil Pyongyang política defesa distúrbios guerras e conflitos armamento Coreia do Sul
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)