Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Coreia do Norte propõe nova data

A Coreia do Norte propôs a data de 13 de Setembro, a próxima terça-feira, para o reinício das negociações multilaterais sobre o seu programa nuclear, mas frisou que não abdica da vertente civil (pacífica), como exige Washington.
6 de Setembro de 2005 às 12:54
Fontes oficiais sul-coreanas, citadas pela agência Yonhap, informaram esta terça-feira que a Coreia do Norte propôs aquela data à China, país anfitrião de todas as rondas negociais realizadas até agora e principal aliado do regime comunista de Pyongyang.
A agência acrescenta que a Coreia do Norte vai comunicar rapidamente a decisão à comunidade internacional, depois de, na semana passada, ter afirmado que as negociações poderiam recomeçar “na semana de 12 de Setembro” se para tanto estivessem criadas as condições.
A quarta e última ronda de negociações multilaterais sobre o programa nuclear que permitiu à Coreia do Norte dotar-se de armas atómicas foi aberta em finais de Julho passado em Pequim, depois de um intervalo de 13 meses marcado por uma escalada da tensão entre Washington e Pyongyang.
Participam nas negociações multilaterais, além da Coreia do Norte e da China, a Coreia do Sul, o Japão, a Rússia e os Estados Unidos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)