Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Coronavírus usado como desculpa para excesso de velocidade

Condutor foi apanhado na Austrália a acelerar o seu Lamborghini Huracán a 160 km/h.
Aquela Máquina 7 de Abril de 2020 às 17:19
Coronavírus
Coronavírus

Nunca as estradas estiveram tão "limpas" desde que foi decretado o confinamento das populações um pouco por todo o planeta devido à pandemia do Covid-19.

Neste verdadeiro convite para pisar com força no acelerador, pode haver a ideia de que não há qualquer risco em passarmos o limite de velocidade.

Pelo menos terá sido isso que um australiano terá pensado quando decidiu testar o poder do seu Lamborghini Huracán numa auto-estrada na Austrália.

O condutor foi apanhado, há uma semana, pela polícia de Nova Gales do Sul a 160 km/hora num troço limitado a 90 km/hora. Questionado porque razão ia tão depressa, o "acelera" justificou-se que ia ao hospital para se submeter ao teste do novo coronavírus.

O agente não foi na cantiga: passou-lhe de imediato uma multa pela infracção e cassou-lhe a carta de condução.

A história acabou por ter um final feliz na embrulhada em que o automobilista se envolveu.

No hospital, o resultado do teste ao Covid-19 foi negativo, embora isso não o tenha livrado de ficar confinado em casa. 

E pensar que na garagem está um Lamborghini Huracán ansioso para ser acelerado…

Ver comentários