Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Criança de seis anos morta após ser violentamente torturada pelo pai e madrasta

Menino terá sido privado de comida, obrigado a permanecer num corredor durante 14 horas por dia e envenenado com sal.
Correio da Manhã 25 de Outubro de 2021 às 19:16
Polícia britânica
Polícia britânica FOTO: Getty Images

Um casal britânico foi acusado de matar e torturar durante meses uma criança de seis anos no Reino Unido.

Arthur Labinjo-Hughes foi morto após ser violentamente torturado pelo pai Thomas Hughes, de 29 anos, e pela madrasta Emma Tustin, 32.

A criança terá sido privada de comida, obrigada a permanecer num corredor durante 14 horas por dia e envenenada com sal antes de ser morta. O crime ocorreu a 17 de junho do ano passado, na casa onde ambos viviam em Solihull, em Inglaterra.

O caso ainda está nas mãos da justiça e de acordo com os procurados responsáveis pelo caso, o menino de seis anos faleceu com "lesões cerebrais" após ser submetido a um último ataque pelo pai.

Um vizinho da família testemunhou em tribunal sobre o que se passou a 16 de junho de 2020, dia em que Arthur desmaiou, segundo o Daily Mail. O vizinho ainda prestou os primeiros-socorros à criança após esta ter perdido os sentidos, contou ao juri. 

Em julgamento foi recordada uma chamada feita para o 999 (número de emergência do Reino Unido) após a criança deixar de ter reação, em que a madrasta alegou que os ferimentos que Arthur tinha na cabeça tinham sido auto-infligidos.

Os procuradores acusam o pai de homicídio e a madrasta de "encorajar intencionalmente" as torturas e o assassinato. O julgamento vai continuar.  

Reino Unido Arthur Labinjo-Hughes crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários