Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Crimes raciais aumentam no Reino Unido

Subida nas semanas que sucederam ao 'brexit'.
8 de Julho de 2016 às 15:42
A polícia britânica reportou um aumento significativo do número de crimes por motivação racial
A polícia britânica reportou um aumento significativo do número de crimes por motivação racial FOTO: EPA
A polícia britânica reportou esta sexta-feira um aumento significativo do número de crimes por motivação racial nas semanas que antecederam e sucederam ao referendo no Reino Unido sobre a saída da União Europeia, dominado pelo debate sobre a imigração.

Mais de 3 mil incidentes foram denunciados à polícia em todo o Reino Unido entre 16 e 30 de junho, o que representa um aumento de 42 pontos percentuais em relação ao mesmo período no ano passado, de acordo com dados do Conselho-Chefe da Polícia National britânico, noticiados pela agência France Presse.

"Temos agora uma indicação clara do aumento das queixas de crimes raciais em todo o país e podemos ver que há um claro aumento nas últimas semanas", anunciou Mark Hamilton, o oficial responsável pelos crimes de motivação racial no Conselho, citado pela AFP.

"Isto é inaceitável e põe em perigo a diversidade e tolerância que devíamos celebrar", acrescentou.

O mesmo responsável referiu que houve um pico nas queixas de ofensas no dia 25 de junho, o dia seguinte ao anúncio do resultado do referendo, com 289 incidentes reportados ou identificados pela polícia. O número de incidentes identificados tem vindo a decrescer desde então.

Para este aumento contribuíram também dois fatores, de acordo com a polícia: maior vigilância das autoridades e aumento do nível de alerta por parte da população.

A mais comum das 3.076 ofensas foi o assédio e provocação, nas mais variadas manifestações, desde o insulto verbal ao ataque físico.

Estes números foram divulgados um dia depois de vários envelopes com mensagens insultuosas e com pó branco -- que veio a verificar-se ser inofensivo - terem sido enviados para mesquitas em Londres, e para um deputado muçulmano da Câmara dos Lordes, câmara alta do Parlamento britânico.

A câmara alta do Parlamento britânico chegou a estar parcialmente encerrada durante uma hora e meia na quinta-feira, depois de a polícia ter sido chamada a investigar a natureza da ameaça relacionada com a carta enviada ao deputado, Nazir Ahmed.
Reino Unido União Europeia política distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)