Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

"Culpado": ex-polícia acusado de dezenas de homicídios e violações confessou crimes 34 anos depois

História de Joseph James DeAngelo inspirou uma série da HBO.
SÁBADO 30 de Junho de 2020 às 19:14
Joseph James DeAngelo em tribunal
Joseph James DeAngelo em tribunal
Joseph James DeAngelo em tribunal
Joseph James DeAngelo em tribunal
Joseph James DeAngelo em tribunal
Joseph James DeAngelo em tribunal

Um ex-polícia acusado de cometer vários homicídios, violações e arrombamentos na Califórnia, atribuídos a um predador em série que foi apelidado de Golden State Killer, deu-se como culpado no julgamento esta segunda-feira. 

Joseph James DeAngelo, de 74 anos, deverá dar-se como culpado de todas as acusações que sobre ele pendem, no âmbito de um acordo com os procuradores. Deverá passar o resto da vida na prisão, sem possibilidade de prisão condicional - mas evita a pena de morte. 

Segundo o jornal LA Times, sobre o ex-polícia recaem 13 homicídios e 13 acusações de rapto para cometer roubos, sendo estes os únicos crimes por que é acusado. Outros 62 crimes de violação e rapto de que é suspeito já prescreveram. 

Entre 1973 e 1986, DeAngelo atacou 106 crianças, homens e mulheres. Cinquenta mulheres foram violadas e 13 pessoas, assassinadas. 

DeAngelo só foi dado como suspeito em 2018, quando se chegou ao seu nome através de vestígios de ADN. Depois de ter sido detido, recorda o mesmo jornal, o suspeito disse: "Fiz todas aquelas coisas. Destruí todas as suas vidas. Por isso agora, tenho que pagar o preço." Através da análise ao ADN e a serviços de genealogia, foi possível chegar a DeAngelo 32 anos depois de ter sido cometido o último crime.

A audição desta segunda-feira aconteceu numa sala de bailes da Universidade Estatal de Sacramento, Califórnia, e não num tribunal para permitir um maior distanciamento social entre quem assistia. 

Quando questionado sobre como se dava quanto à primeira acusação de homicídio, DeAngelo respondeu: "Culpado."

Em 2018, o caso recebeu nova atenção depois de ter sido abordado no livro I'll Be Gone in the Dark de Michelle McNamara. A autora era mulher do ator e comediante Patton Oswalt e morreu em 2016. O marido continuou o seu trabalho e o livro inspirou agora uma série televisiva na HBO. 


Califórnia Golden State Killer ADN Joseph James DeAngelo crime lei e justiça crime homicídio política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)