Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Daesh egípcio diz ter executado cinco membros do exército

Militares lutam na península de Sinai contra uma rebelião jiadista.
11 de Fevereiro de 2017 às 10:48
Daesh
Membro do grupo extremista Daesh
Daesh
Membro do grupo extremista Daesh
Daesh
Membro do grupo extremista Daesh
O ramo egípcio do Daesh divulgou fotografias que mostram a execução de cinco homens apresentados como elementos do exército, que lutam na península de Sinai contra uma rebelião jiadista.

A série de fotografias publicadas na sexta-feira no serviços de mensagens encriptadas Telegram mostra um jiadista a puxar cinco homens deitados no chão, apresentados como "elementos do exército egípcio", segundo o SITE, um portal americano especializado em fiscalização 'online' de grupos islamitas, citado pela AFP.

Desde que o exército destituiu o presidente islamita Mohamed Morsi em 2013, os militares e os polícias são regularmente o alvo dos ataques jiadistas, sobretudo no norte da península, o bastião do ramo egípcio do Daesh, que se autodenominou como a "província do Sinai".

Centenas de polícias e soldados foram mortos nos ataques jiadistas, sobretudo no Norte-Sinai, segundo as autoridades.

O exército reforçou as suas operações no norte da península e anuncia regularmente ter matado dezenas de "terroristas": foi o que aconteceu na sexta-feira, dia em que um porta-voz militar divulgou um vídeo na sua conta de Facebook em que disse ter matado "500 elementos terroristas" no âmbito de uma vasta operação contra a rebEstado Islâmico egípcio diz ter executado cinco membros do exércitoelião lançada em setembro de 2015.
península de Sinai Mohamed Morsi Facebook distúrbios guerras e conflitos terrorismo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)