Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

DANÇA DAS CADEIRAS NO PODER EM PEQUIM

Esta é a semana da primeira transição de poder na China orientada por regras institucionais em vez de violência e intriga. Não quer isto dizer que a mudança seja fácil. Após meses de negociações nos bastidores, a elite do Partido Comunista Chinês já tem a lista com os nomes dos sucessores nos principais cargos da administração do país. O congresso do partido vai discuti-la até quinta-feira, dia da votação histórica.
11 de Novembro de 2002 às 13:57
Até hoje, as mudanças eram objecto de discussão apenas para uma dúzia de líderes superiores, acompanhada por rumores em níveis inferiores sobre as alegadas intenções do presidente Jiang Zemin em manter um dos seus três cargos (ele comanda o partido, o país e as Forças Armadas) e colocar colaboradores próximos em postos-chave da nova administração, por forma a manter um forte papel de influência.

A partir de hoje, a lista com os nomes dos sucessores está em discussão entre os 2.114 delegados ao 16º Congresso do Partido Comunista, a decorrer em Pequim. Os delegados elegem na próxima quinta-feira o Comité Central do partido, com cerca de 300 membros, que no dia seguinte se reúne para escolher os membros do Politburo e do Comité Permanente, que poderá se aumentado de sete para nove lugares e funciona como o principal órgão de tomada de decisões.

O mistério só será esclarecido quando for conhecida a composição do Comité Permanente, na sexta-feira, o anúncio mais esperado da semana. Espera-se que Jiang Zemin entregue a chefia do partido ao vice-presidente Hu Jintao, 59 anos de idade, mas permanece ainda uma incógnita se o figurino do novo poder será igual ao actual, ou seja, se Jintao será um líder absoluto, timoneiro, como é agora Zemin. Espera-se também que outros líderes de primeiro nível, como Li Peng (presidente do Parlamento) e Zhu Rongji (primeiro-ministro) abandonem os cargos que agora ocupam no partido.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)