Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

DEGOLOU O FILHO

Um imigrante ilegal na Grã-Bretanha foi sentenciado ontem a prisão perpétua, por ter morto Hassan Martin, o seu filho de dez meses, depois de o ter degolado em frente à mãe e à avó do bebé.
29 de Julho de 2004 às 00:00
Shahajan Kabir, de 40 anos, cometeu esta crueldade o ano passado, a 21 de Outubro, na cidade de Carlisle. O homicida, que tinha tido um relacionamento amoroso com Lorna Martin, de 21 anos, mãe do seu filho, já tinha sido preso por se encontar ilegal no país, sendo que iria ser deportado mais tarde ou mais cedo para o seu país de origem, o Bangladesh.
No dia fatídico, Kabir seguiu a ex-mulher, que ia acompanhada do filho e da sua mãe, Pauline Martin, até uma padaria da cidade. De acordo com declarações de Pauline, Kabir entrou no estabelecimento com uma faca envolta num saco de plástico e começou a agredi-la, a ela, e depois à mãe da criança. A certa altura, tirou o filho do carrinho de bebé e a mãe tentou reavê-lo. Durante esta ‘luta’, Kabir degolou o próprio filho.
No julgamento, a defesa de Kabir alegou que este sofria de depressão por não lhe ser permitido ver o filho, facto que o levou a ficar transtornado, levando-o a cometer tal loucura.
Mas o tribunal recusou este argumento e considerou-o culpado do homicídio, sentenciando-o a prisão perpétua, sendo que o juiz recomendou que não lhe deverá ser concedida liberdade condicional antes de cumprir 12 anos de pena.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)