Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Democratas querem ouvir Bolton e Mulvaney

Antigo conselheiro de Segurança Nacional e atual chefe de gabinete de Trump poderão ser chamados como testemunhas no julgamento do presidente.
Marco Fonseca Pereira 17 de Dezembro de 2019 às 08:07
Mick Mulvaney, chefe de gabinete da Casa Branca
John Bolton, antigo conselheiro para a Segurança Nacional
Mick Mulvaney, chefe de gabinete da Casa Branca
John Bolton, antigo conselheiro para a Segurança Nacional
Mick Mulvaney, chefe de gabinete da Casa Branca
John Bolton, antigo conselheiro para a Segurança Nacional
Os democratas querem chamar o antigo conselheiro de Segurança Nacional despedido por Donald Trump em setembro, John Bolton, e o atual chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, como testemunhas no julgamento de destituição do presidente dos EUA no Senado.

O pedido foi feito pelo líder da minoria democrata naquela câmara, Chuck Schumer, numa carta enviada ao líder da maioria republicana, Mitch McConnell, preparando já o terreno para o julgamento de Trump no Senado, que deverá ter início na primeira semana de janeiro depois da esperada aprovação, esta quarta-feira, dos dois artigos de destituição na Câmara dos Representantes.

No documento, Schumer propõe uma possível estrutura para o julgamento, com base no processo de destituição do antigo presidente Bill Clinton, em 1999, lembrando que as regras foram aprovadas, na altura, por unanimidade. "Eu acredito que os republicanos do Senado concordam que o julgamento deve ser justo e que considere todos os factos relevantes", escreveu Schumer na carta dirigida a McConnell.

Trump enfrenta duas acusações. A primeira diz respeito ao abuso de poder para pressionar a Ucrânia a investigar o rival Joe Biden, interferindo nas eleições presidenciais. Já o segundo artigo de destituição acusa Trump de obstrução ao Congresso, por impedir o depoimento de testemunhas-chave nas audições de impeachment, uma delas Mick Mulvaney.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)