Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Dentista queimado

Ladrões regaram o médico com álcool quando perceberem que não tinha dinheiro
29 de Maio de 2013 às 01:00

Um dentista foi queimado vivo por dois ladrões, que invadiram o seu consultório, em São José dos Campos, no Interior de São Paulo. Os dois encapuzados ficaram irritados por o médico não ter dinheiro, e deitaram-lhe fogo. É o segundo caso no Brasil no espaço de apenas um mês.

Alexandre Peçanha Gaddy, de 43 anos, foi regado com álcool pelos homens, que reviraram o local e não encontrarem dinheiro. A vítima ficou com 60% do corpo queimado e está internada em estado grave.

Recorde-se que, há um mês, uma dentista de 47 anos foi queimada nas mesmas circunstâncias, também num consultório em São Paulo, e morreu.

DENTISTA SÃO PAULO BRASIL QUEIMADO ÁLCOOL LADRÕES
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)