Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Deputado assusta parlamento com arma de brincar

Valcenor Braz causou ataque de pânico durante plenário, apesar de avisar que arma não era real.
26 de Setembro de 2013 às 16:14
Deputado tinha avisado que a arma era de brinquedo
Deputado tinha avisado que a arma era de brinquedo FOTO: Getty Images

Um deputado regional do estado brasileiro de Goiás provocou enorme susto entre os seus colegas parlamentares ao empunhar e disparar uma arma em plena sessão da Assembleia Legislativa estadual. O deputado tinha avisado que a arma era de brinquedo, mas isso não diminuiu a reação de medo de vários parlamentares.

Valcenor Braz, do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), estava na tribuna, a fazer um enfático discurso em defesa da proibição do fabrico e comercialização de brinquedos em forma de arma de fogo que, dependendo do fabricante, têm design, cor, peso e até estampido semelhante às de verdade. Para reforçar a sua defesa, empunhou a arma e brandiu-a bem alto, para todos verem, e, questionado por colegas se o brinquedo provocaria um som igual ao das armas verdadeiras, efetuou o disparo.

Para sua surpresa, pois já tinha avisado que a arma era de brinquedo, houve uma reação geral de susto, vários parlamentares e outras pessoas que assistiam à sessão protegeram-se como puderam e houve até quem fugisse do plenário. Depois, fez-se um silêncio profundo na enorme sala, até que o deputado, também ele espantado mas por conta da reação dos outros, retomou a palavra.

Armas de brinquedo como a que o deputado exibiu e disparou na Assembleia podem ser compradas por qualquer pessoa, inclusive crianças, por cinco euros ou menos, em bancas de vendedores ambulantes de muitas cidades brasileiras. As réplicas, antes grosseiras e fáceis de reconhecer como falsas, hoje estão tão sofisticadas que só um profissional, um agente da polícia, por exemplo (e não são todos…) é capaz de perceber tratar-se de um brinquedo.

O deputado, que em 2011 viu o seu projeto de proibição de fabricação dessas armas ser rejeitado e agora tenta reativá-lo, mostrou a arma antes do discurso a grande número de pessoas e só duas, ambas militares, perceberam tratar-se de uma réplica. Por isso, o uso dessas armas de brinquedo é cada vez mais frequente por criminosos, além de, como argumenta o parlamentar, estimulam a cultura da violência nas crianças presenteadas com tais objetos.

brasil deputado arma disparo parlamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)