Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Deputado fugitivo recusa entregar-se

O deputado independente Leandro Isaac, que está escondido no Sul de Timor-Leste, disse que não se entrega às Forças Internacionais de Estabilização e está disposto a resignar ao seu cargo no Parlamento.
26 de Março de 2007 às 00:00
Numa entrevista à Lusa, no local onde se encontra escondido, Leandro Isaac admite que a intervenção da Igreja pode ser uma solução para reactivar o diálogo e chegar a um acordo com as autoridades do país.
“Eu já estou fora. Estou disposto a resignar ao mandato de deputado porque não tenho moral para estar sentado dentro daquele edifício quando este povo que represento se encontra nesta situação, e pior que tudo, é o próprio Parlamento que representa este povo a fazer uma resolução para reforçar as actividades militares australianas”, afirmou Leandro Isaac.
Entretanto, num contacto telefónico estabelecido a partir do local onde Isaac se encontra escondido, o major Alfredo Reinaldo, parco em palavras, disse apenas à Lusa que não se vai entregar e que quer “continuar a respirar”, acrescentando que está em “permanente contacto com Leandro Isaac”.
Recorde-se que Reinado, igualmente fugido à Justiça, está na posse ilegal de armamento militar. Isaac, por seu lado, acrescentou ainda que Reinado formou um novo grupo intitulado ‘Tatoros’, que quer dizer ‘formiga preta’. “Formiga preta, porque incómoda”, explicou.
Isaac, acompanhado de homens munidos de catanas e vestido com uma camisa de camuflado militar, disse ainda que está disposto a enfrentar a Justiça. “Venha quem vier, façam essa Justiça que eu estou pronto”, afirmou.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)