Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Deputado mata e suicida-se

Dirigente do Partido Pirata sofria de "doença incurável".
Isabel Faria 22 de Setembro de 2016 às 04:00
Brunner pedira no parlamento que acendessem uma vela em sua memória
Brunner pedira no parlamento que acendessem uma vela em sua memória FOTO: Sebastian Kahnert/EPA
Um deputado regional do Partido Pirata alemão (PPD) foi encontrado morto em casa, num subúrbio de Berlim, ao lado do corpo de um homem mais novo, que foi espancado até à morte.

A polícia acredita que Gerwald Claus-Brunner, de 44 anos, se suicidou após agredir com um objeto contundente o outro homem, na casa dos 20 anos, que estaria morto há vários dias.

O corpo de Claus-Brunner foi encontrado após o partido receber uma carta de despedida. Em comunicado, o PPD lamentou a morte do deputado, frisando que sofria de uma "doença incurável".

Defensor da liberdade na internet, o PPD perdeu, nas eleições de domingo, os 15 assentos que tinha no parlamento de Berlim, incluindo o do próprio Brunner. Muitos lembram agora as suas palavras na última sessão no parlamento: "Quando tiverem de lidar com o AfD [extrema-direita], vão acender uma vela por mim".
Partido Pirata PPD Berlim Gerwald Claus-Brunner morte suicídio Alemanha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)