Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Deputados eurocéticos assinam carta de apoio a David Cameron

David Cameron, defensor da permanência na UE, declarou por diversas vezes que não pretendia demitir-se.
23 de Junho de 2016 às 23:49
O primeiro-ministro britânico David Cameron e a mulher  Samantha
O primeiro-ministro britânico David Cameron e a mulher Samantha FOTO: Reuters
Um grupo de 84 deputados conservadores eurocéticos e apoiantes da saída do Reino Unido da União Europeia (UE) assinaram esta quinta-feira uma carta onde referem que David Cameron deve permanecer primeiro-ministro independentemente dos resultados do referendo.

"Nós, apoiantes de uma saída e membros do partido conservador, agradecemos-vos por permitir ao povo britânico a escolha sobre o seu destino em 23 de junho de 2016. Consideramos que, qualquer que seja a decisão do povo britânico, tendo em simultâneo o mandato e o dever de continuar a dirigir a nação", referem os signatários da carta, publicada logo após o encerramento das assembleias de voto às 22:00 locais (mesma hora em Lisboa).

Boris Johnson, o líder do campo do 'Brexit' e ex-presidente da câmara de Londres, inclui-se entre os signatários.

David Cameron, defensor da permanência na UE, declarou por diversas vezes que não pretendia demitir-se caso os britânicos decidissem a favor do 'Brexit'.

Diversos membros do seu partido consideraram no entanto que a sua posição se tornaria rapidamente insustentável no caso de saída da UE.

O referendo expôs as profundas divisões entre os 'Tories' (conservadores), com diversos dos seus membros a fazerem campanha por uma saída do bloco comunitário.

Reino Unido da União Europeia UE David Cameron Boris Johnson Londres referendo brexit
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)