Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Descarrilamento mata em Espanha

Pelo menos seis pessoas morreram e 37 outras ficaram ontem feridas no descarrilamento de um comboio próximo da localidade espanhola de Villada, a cerca de 30 quilómetros de Palência (norte). O Governo português não tinha ontem informações sobre eventuais passageiros portugueses, segundo fonte da Secretaria de Estado das Comunidades.
22 de Agosto de 2006 às 00:00
Havia seis mortos confirmados e dos 37 feridos pelo menos dois estavam em estado considerado muito grave e outros quatro em estado grave, sendo 31 ligeiros. Os feridos foram transportados para vários hospitais da região. Contudo, de acordo com fonte da Guardia Civil espanhola, o balanço era ainda provisório, uma vez que “um número indeterminado de pessoas” estava ainda preso nas carruagens.
Dezenas de funcionários de equipas de emergência acorreram ao local. Envolvidos estavam efectivos da Guardia Civil, dos Bombeiros de Palencia e da Protecção Civil, bem como equipas dos serviços de emergência apoiadas por três helicópteros de evacuação médica e dezenas de ambulâncias.
CAUSAS DESCONHECIDAS
A empresa ferroviária espanhola Renfe afirmou desconhecer, para já, as causas do acidente de comboio, confirmando que foi já aberta uma investigação sobre o sinistro, que ocorreu quando a composição de seis carruagens e 426 passageiros descarrilou, próximo da estação de Villada. Também a Guardia Civil ignorava a origem do sinistro.
“Não podemos para já avançar com mais dados sobre o que sucedeu. Sabemos que houve um descarrilamento, mas ainda não são conhecidas as causas”, frisou uma fonte daquela força policial.
O comboio de passageiros sinistrado, o ‘Intercity 280’, viajava entre Vigo e Hendaya (Bilbau), tendo descarrilado próximo de Villada. Testemunhas oculares no local referem que dois dos seis vagões e a locomotiva descarrilaram, acabando por tombar. A composição sinistrada é composta por dois comboios de três carruagens cada, provenientes, respectivamente, de Vigo e da Corunha, e que se tinham unido em Monforte, para seguirem até Hendaya.
PIORES ACIDENTES
26/12/04
Mais de 1000 pessoas morreram quando um comboio no Sri Lanka foi arrastado pelo tsunami do sudeste asiático.
20/02/02
Um comboio sobrelotado incendiou-se a Sul do Cairo, tendo morrido 361 pessoas.
20/08/95
Pelo menos 350 pessoas morreram na colisão de dois comboios a 200 km de Nova Deli
4/06/89
Pelo menos 575 pessoas morreram nos Urais (ex-URSS), devido a uma explosão de gás.
13/01/85
Na Etiópia, várias carruagens descarrilaram e caíram numa ravina, matando 392 pessoas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)