Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Descobertas fissuras num reator nuclear na Escócia

EDF diz que as fissuras não representam "consequências ao nível da segurança".
19 de Novembro de 2015 às 20:20
Segundo a EDF, estas fissuras poderão estar relacionadas com a idade do reator da central de Hunterston
Segundo a EDF, estas fissuras poderão estar relacionadas com a idade do reator da central de Hunterston FOTO: Getty Images
Várias fissuras foram descobertas nos tijolos de carbono que compõem o núcleo do reator nuclear da central de Hunterston B na Escócia, anunciou esta quinta-feira o operador da central, a elétrica estatal francesa EDF.

A EDF afirmou que as fissuras não representam "consequências ao nível da segurança" e que o reator poderá continuar a funcionar de forma normal.

As fissuras foram encontradas em três dos 6.000 tijolos de carbono existentes no núcleo do reator durante uma inspeção regular.

Segundo a EDF, estas fissuras poderão estar relacionadas com a idade do reator da central de Hunterston, que conta com dois reatores.

"Estes resultados foram antecipados e confirmam a nossa estimativa de fixar a duração limite [da central Hunterston B) até 2023", acrescentou a elétrica francesa.

A funcionar desde 1976, esta central era para ter sido inicialmente encerrada em 2011. A infraestrutura acabou por ser submetida a trabalhos de melhoramento para prolongar a sua atividade.

A elétrica francesa acrescentou que comunicou a existência destas fissuras por motivos "de abertura e de transparência".
Escócia fissuras reator nuclear Hunterston B EDF economia negócios e finanças energia política nuclear
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)