Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Descoberto navio de 2100 anos na costa da Albânia

Uma equipa de arqueólogos americanos e albaneses divulgaram, na passada quinta-feira, a descoberta de uma embarcação naufragada, bem preservada e cheia de jarros de vinho, na costa da Albânia, segundo fonte do ‘Extra online’.
27 de Agosto de 2011 às 14:31
Cientistas presumem que se trata de um navio do século I a.c.
Cientistas presumem que se trata de um navio do século I a.c. FOTO: D.r.

O navio cargueiro supõe-se que seja datado do século I a.C., tem cerca de 30 metros de comprimento e foi encontrado, próximo da cidade de Vlora, na Albânia, a cerca de 40 metros de profundidade.

Muitos dos jarros ou ânforas encontram-se intactos no fundo do mar: “Este é um dos cinco naufrágios antigos que foram descobertos pela nossa equipa no mês passado “, refere o arqueólogo Jeff Royal, da Fundação Náutica RPM.

Até 2007, a costa da Albânia e Montenegro encontrava-se inexplorada, até que a fundação RPM tomou a iniciativa de prosseguir com a exploração em busca de objectos arqueológicos submersos.

Desde então, nove navios foram descobertos em Montenegro, e oito na Albânia. A origem das embarcações cobre o período entre o século VI a.C. e IV d.C.

Três dos naufrágios descobertos nesta temporada estão ligados à indústria de comércio de vinhos, cuja base era onde está hoje a Croácia.

Este mercado desenvolveu-se depois da entrada romana na antiga Illyria, uma região na parte ocidental na Península das Bálcãs, e que inclui a actual Albânia.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)