Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Despejo na Alemanha termina em massacre

Uma acção de despejo terminou ontem da pior maneira possível em Karlsruhe, na Alemanha, quando um homem matou a tiro quatro pessoas, incluindo os funcionários encarregados do despejo, e suicidou-se.
5 de Julho de 2012 às 01:00
A polícia cercou a casa e tentou entrar em contacto com o atirador para negociar, mas nessa altura já seria tarde. As vítimas terão sido mortas logo no início do sequestro. Vizinhos dizem que era um homem violento
A polícia cercou a casa e tentou entrar em contacto com o atirador para negociar, mas nessa altura já seria tarde. As vítimas terão sido mortas logo no início do sequestro. Vizinhos dizem que era um homem violento FOTO: Alex Domanski/Reuters

Segundo a polícia, o homem, que ia ser despejado por não pagar a renda, montou uma cilada aos funcionários judiciais e quando estes chegaram para cumprir a acção de despejo estava à espera deles de arma na mão. "Querem a minha casa, vão pagar com a vida", gritou.

Um assistente social ainda tentou desarmar o atacante, mas foi atingido a tiro. Conseguiu fugir e alertar a polícia, que cercou o prédio. Os agentes tentaram em vão falar com o atirador, até que começou a sentir-se cheiro a fumo e foi dada ordem para avançar.

Quando entraram na casa, os agentes depararam com quatro corpos: o do morador, de 57 anos, o do funcionário judicial, o do serralheiro enviado para arrombar a fechadura e o de uma quarta pessoa, que segundo a imprensa seria uma testemunha ou o novo proprietário da casa. Noutra divisão foi encontrado o corpo de uma mulher, ao que tudo indica a ex-companheira do atirador.

A polícia diz que foi um acto premeditado: os funcionários judiciais foram executados com tiros na cabeça e os corpos foram encontradas de pés e mãos amarrados.

morte homicídio massacre alemanha
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)