Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Destino incerto

Organizações não-governamentais (ONG) marroquinas denunciaram ontem que centenas de imigrantes detidos na zona de Ceuta e Melilla foram enfiados à força em autocarros durante e noite e conduzidos para destino desconhecido, temendo-se que voltem a ser abandonados no deserto.
11 de Outubro de 2005 às 00:00
Enquanto alguns ilegais eram colocados em aviões com destino ao Mali e Senegal, vários autocarros cheios de imigrantes subsarianos, muitos deles algemados uns aos outros, foram avistados a passar pela localidade de El Aaiún, em direcção ao Sara Ocidental, denunciaram as ONG, que receiam que os imigrantes voltem a ser abandonados sem comida nem água. Segundo as ONG, trata-se de uma zona inóspita e desértica, controlada pela Frente Polisário e onde as agências internacionais e jornalistas não têm acesso.
O governo marroquino negou veementemente que os imigrantes estejam a ser transferidos para outros pontos do país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)