Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Detida assessora de Tony Blair

A directora de relações governamentais do Primeiro-ministro britânico, Tony Blair, foi detida esta sexta-feira pelas autoridades britânicas, no âmbito das investigações ao caso das alegadas compras de títulos políticos.
19 de Janeiro de 2007 às 17:11
Ruth Turner, uma das assessoras mais próximas de Blair, esteve detida a manhã inteira, tendo sido levada pela Scotland Yard para a esquadra local e interrogada por suspeitas de perverter o curso da justiça. Turner foi libertada ao início da tarde, sem acusação formada, mas sob fiança.
A suspeita que recai sobre a assessora é muito grave, já que, a ser provada, pode implicar uma pena de prisão.
Em reacção à notícia, Blair, através de um comunicado, manifestou o seu total apoio à assessora. “É uma pessoa de alta integridade, por quem eu tenho grande consideração e em quem continuo a ter toda a confiança”, afirmou.
Este é o avanço mais sério no caso, que já implicou a detenção de outros dois oficiais do Governo de Tony Blair, por suspeitas de envolvimento em esquemas ilegais de financiamento. O próprio Primeiro-ministro tornou-se, no mês passado, o primeiro governante britânico a ser interrogado pela Polícia.
Recorde-se que em causa está a suspeita de que os principais partidos políticos britânicos terão recebido de alguns empresários elevadas quantias monetárias em forma de empréstimos pessoais. Ao que tudo indica, o dinheiro terá sido passado dessa forma, de maneira a não ser declarado, visto todos os donativos terem de ser registados publicamente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)