Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Detido namorado de terrorista que planeava atentado

Polícia já tinha detido três mulheres radicalizadas ao Daesh.
9 de Setembro de 2016 às 14:30
Operação policial em Boussy-Saint-Antoine, perto de Paris
Operação policial em Boussy-Saint-Antoine, perto de Paris FOTO: Reuters
A polícia francesa deteve o namorado de uma das três suspeitas detidas no âmbito do inquérito sobre o carro com botijas de gás descoberto em Paris no passado fim de semana, anunciaram hoje fontes próximas da investigação.

O homem, detido na quinta-feira à noite, é conhecido pelos serviços de informações franceses por ligações ao islamismo radical, segundo as mesmas fontes.

O seu irmão está atualmente detido pelas ligações ao 'jihadista' que matou em junho um polícia e a sua companheira na sua casa nos subúrbios de Paris, adiantaram.

As três suspeitas no inquérito sobre o carro encontrado perto da catedral de Notre Dame no centro de Paris também foram detidas na quinta-feira.

O ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, disse na quinta-feira que as mulheres, de 19, 23 e 39 anos, são "radicalizadas e fanatizadas" e que preparavam outras ações terroristas.

Uma das mulheres, a filha do dono do carro, foi baleada e ferida quando estava a ser detida, depois de ter atacado um agente com uma faca. Terá jurado obediência ao grupo extremista Daesh numa carta, segundo uma fonte próxima da investigação.

Quatro pessoas -- dois irmãos e as suas namoradas -- já estavam sob custódia no âmbito do inquérito sobre o carro, no qual foram encontradas uma botija de gás vazia num banco e outras cinco cheias na bagageira.
Paris Notre Dame prisão Bernard Cazeneuve atentado terrorismo carro botijas jihadistas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)