Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

DETIDOS MAIS 10 SUSPEITOS

Tal como os EUA, a Europa intensifica a guerra ao terror, com sucessivas detenções de suspeitos. Ontem, foram detidos mais seis homens e uma mulher em quatro cidades do Reino Unido e outros três indivíduos na Alemanha.
7 de Fevereiro de 2003 às 00:00
No âmbito de uma operação antiterrorista, a Polícia britânica deteve dois homens em Edimburgo, um outro em Greater Manchester, um terceiro e uma mulher em Glasgow e mais dois indivíduos em Londres. Estes últimos vão ser transferidos para uma prisão de alta segurança na Escócia, onde serão interrogados.

Recorde-se que durante o mês passado foram detidas perto de 20 pessoas, incluindo um indivíduo em cujo apartamento foi encontrado rícina, uma substância tóxica letal.

Desde então, a Polícia britânica está em estado de alerta, procedendo amiúde a buscas em casas de suspeitos. Desta feita, porém, não foram encontradas quaisquer substâncias tóxicas.

Esta operação antiterrorista vai prosseguir pelo menos por mais dois dias, em que serão levadas a cabo mais buscas a casas de suspeitos.

ALEMANHA APERTA

A Alemanha está igualmente a apertar o ‘cerco’ a alegados terroristas, tendo ontem detido três homens suspeitos de estarem a planear ataques.

Durante um raide efectuado a seis locais, em que foram feitas buscas em centros islâmicos, a Polícia alemã deteve três indivíduos nas cidades de Minden e Muenster.

Dois dos homens são suspeitos de estarem a planear ataques contra interesses norte-americanos em Frankfurt e também contra outros alvos em finais de 2001 e princípios de 2002.

Um dos detidos terá integrado uma célula da rede al-Qaeda em Hamburgo, de onde saíram, recorde-se, três dos sequestradores de 11 de Setembro. Mas a Polícia deixou claro que não há qualquer prova de que o suspeito ontem detido tenha estado envolvido nos atentados que chocaram o mundo.

Estas detenções surgem no mesmo dia em que as autoridades alemãs alargaram uma investigação a Abu Moussab al-Zarqawi, acusado pelos EUA de dirigir uma rede terrorista no Iraque. Zarqawi, que está a monte, já estava a ser investigado por pertencer ao grupo terrorista Al Tawhid. Bagdad nega conhecer aquele suspeito.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)