Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Dez mortos em explosão nas Filipinas

Bomba explodiu junto a um mercado.
2 de Setembro de 2016 às 16:30
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
A bomba explodiu num mercado na cidade de Davao, nas Filipinas
Pelo menos dez pessoas morreram e 60 ficaram feridas numa explosão num mercado da cidade filipina de Davao (sudeste), cidade natal do presidente, Rodrigo Duterte, informaram fontes oficiais.

Um porta-voz da Presidência, Ernesto Abella, disse ao canal CNN Filipinas que se desconhecem as causas da explosão, ocorrida cerca das 23h00 locais (16h00 em Lisboa).

O Presidente filipino foi presidente da câmara de Davao, a maior cidade do sul do país, com dois milhões de habitantes, durante quase duas décadas, até à sua eleição para a chefia do Estado, a 30 de junho último.

Segundo a porta-voz da polícia municipal, Catherine dela Rey, precisou que a explosão ocorreu perto de um hotel frequentado por turistas e empresários, num bairro movimentado da cidade.

"Houve uma explosão, mas continuamos a investigar a sua origem", acrescentou, indicando que "dez pessoas morreram e pelo menos 60 ficaram feridas".

Davao foi anteriormente palco de ataques mortíferos de islamitas radicais ou rebeldes comunistas, mas as autoridades sublinharam que é demasiado cedo para se pronunciarem sobre a origem da explosão.

"Por enquanto, não podemos ainda dar uma resposta definitiva à pergunta 'quem está por detrás?', estamos a tentar igualmente determinar o que é que explodiu", declarou o filho do Presidente, e vice-presidente da câmara de Davao, Paolo Duterte, em comunicado, confirmando também o balanço de dez mortos.



Davao Filipinas explosão distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)