Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Dezenas sobrevivem a acidente de avião no Cazaquistão

Aeronave com 98 pessoas a bordo despenhou-se instantes após a descolagem.
Ricardo Ramos 28 de Dezembro de 2019 às 10:51
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
15 mortos em queda de avião no Cazaquistão
Um avião de passageiros com 98 pessoas a bordo despenhou-se esta sexta-feira pouco depois de descolar do aeroporto de Almaty, no Cazaquistão, causando a morte de pelo menos 12 passageiros. Apesar da violência do embate, mais de trinta passageiros escaparam sem qualquer ferimento e saíram do avião pelo próprio pé.

O voo, da companhia ‘low cost’ Bek Air, tinha como destino a capital, Nur-Sultan, e descolou pouco depois das 07h da manhã (01h da madrugada em Lisboa). Ainda durante a descolagem, os passageiros ouviram um "forte estrondo", antes de a aeronave começar a perder altitude. "O avião inclinou-se para esquerda, depois para a direita, e começou a tremer enquanto o piloto tentava ganhar altitude", contou um sobrevivente. "Toda a gente começou a gritar e a chorar", disse outra passageira.

O piloto ainda tentou voltar à pista, mas terá perdido o controlo após a cauda do avião embater duas vezes no solo. A aeronave acabou por ultrapassar a pista, atravessar um muro de cimento e embater violentamente contra um edifício de dois andares. "Conseguimos sair pela saída de emergência. Eu e outros homens começámos a tirar as pessoas do avião, mas algumas estavam presas debaixo dos escombros da casa", disse um passageiro.

O acidente fez 12 mortos e 49 feridos, 22 dos quais em estado grave. Todos os restantes passageiros, incluindo um bebé de poucos meses, escaparam incólumes. Entre as vítimas mortais está uma conhecida jornalista cazaque, Dana Kruglova, de 35 anos, que ia ter com os pais para festejar a Passagem de Ano.

O avião acidentado era um Fokker-100 construído em 1996 e cujo certificado de voo tinha sido revalidado em maio. As causas do acidente não são conhecidas, mas o governo já prometeu "punir severamente" os responsáveis em caso de negligência.

SAIBA MAIS
14
acidentes com voos comerciais foram registados em todo o Mundo durante o ano de 2019, a maioria envolvendo aviões de pequeno porte, e causando um total de 273 mortes, já incluindo o acidente de sexta-feira.

Acidente na Etiópia
O acidente mais grave do corrente ano foi a queda de um Boeing 737 Max-8 da Ethiopian Airlines, em março, que causou a morte de 157 pessoas. Este foi o segundo acidente em poucos meses com aviões daquele modelo, cuja utilização foi posteriormente suspensa.
Cazaquistão Almaty acidentes e desastres acidentes de transporte acidente aéreo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)