Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Diálogo lusófono

A VI Cimeira de Chefes de Estado e do Governo da CPLP começa hoje, em Bissau, sem a presença dos presidentes do Brasil, Lula da Silva, S. Tomé e Príncipe, Fradique de Menezes, e Timor-Leste, Xanana Gusmão.
17 de Julho de 2006 às 00:00
Os chefes de Estado devem aprovar uma série de declarações envolvendo compromissos em áreas como a educação, saúde e meio ambiente, além do orçamento do Instituto Internacional de Língua Portuguesa.
Os presidentes vão também avaliar o que foi alcançado no âmbito dos oito Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, que são: erradicar a extrema pobreza e a fome; atingir o ensino básico universal; promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres; reduzir a mortalidade infantil; melhorar a saúde materna; combater o HIV/sida, malária e outras doenças; garantir a sustentabilidade ambiental; e estabelecer uma parceria mundial para o desenvolvimento.
O chefe de Estado português, Cavaco Silva, e o primeiro-ministro, José Sócrates, chegam esta manhã a Bissau e regressam hoje mesmo a Lisboa. O presidente são-tomense, Fradique de Menezes, presidente em exercício da CPLP que deveria passar o testemunho a Nino Vieira, não participa na cimeira, desculpando-se com as eleições presidenciais de 30 deste mês. O presidente Lula da Silva preferiu participar como observador na Cimeira do G8, em São Petersburgo, e a ausência de Xanana foi justificada com a crise política no país.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)