Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Diamante mais caro do mundo lapidado na joalharia de Isabel dos Santos

A pedra rara valeu na venda 56 milhões.
Natacha Nunes Costa 13 de Setembro de 2016 às 18:23
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história
'A Constelação' é o diamante bruto mais caro da história

A fabricante de jóias De Grisogono, empresa maioritariamente detida por Isabel dos Santos e pelo marido, Sindika Dokolo, vai lapidar o diamante bruto mais valioso de toda a história: 56 milhões de euros.

A pedra, que agora se chama ‘A Constelação’, é de um tipo raro, com muito poucas impurezas e ausência de cor, foi encontrada em novembro de 2015 na mina de Karowe, no Borswana, um país a norte da África do Sul, e pertecia à empresa canadiana Lucara Diamond.

Em maio, a Nemesis, uma empresa do Dubai que negoceia diamantes, comprou o diamante bruto pelo valor recorde de 63 milhões de dólares, ou seja, 56 milhões de euros, e cedeu agora os direitos sobre a pedra à joalharia de luxo suíça De Grisogono.

‘A Constelação’ tem 813 quilates e foi apresentada esta semana na Bienal de Antiguidades no Grand Palais que decorre em Paris, França.

De acordo com o CEO da De Gisogono, John Leitão, o objectivo é fazer uma jóia para "rivalizar com as joias da coroa", mas ainda não se sabe como será lapidada esta pedra.

Já este ano a De Gisogono tinha comprado o maior diamante alguma vez encontrado em Angola, com 404 quilates, no valor de 18 milhões de euros.

Isabel dos Santos diamante pedra De Grisogono Constellation
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)