Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

DIANA ASSASSINADA?

A princesa de Gales foi assassinada. Esta é a tese defendida por Nicholas Davies, o autor do controverso livro “Diana: Secrets & Lies” (Diana: Segredos e Mentiras), que alega que a espionagem britânica e francesa conspiraram para provocar a sua morte e a do seu amante, Dodi-al-Fayed.
18 de Agosto de 2003 às 00:00
A princesa Diana de Gales
A princesa Diana de Gales FOTO: EPA
O autor britânico, que no seu livro hoje posto à venda afasta a possibilidade da ocorrência de um acidente fatal para a princesa Diana e para o seu amante, Dodi, tem estado sob “fogo-cruzado” – por parte de amigos e conhecidos da princesa, bem como por alguns anónimos – em virtude das polémicas ideias defendidas, nomeadamente, que os serviços secretos britânicos conspiraram com espiões franceses para matar Diana e o seu amante.
Acusado de sensacionalismo, o autor do livro, cuja publicação muitos tentaram impedir, conseguiu, contudo, levar a melhor e relatar o que considera terem sido os últimos momentos de Diana. Consubstanciando a sua tese, o autor refere que os cintos de segurança do Mercedes em que Diana e Dodi seguiam e cujo despiste haveria de causar a sua morte, foram alvo de sabotagem. Além disso, defende ainda que foi deliberadamente utilizado um “feixe de luz” para ofuscar o motorista da viatura, Henri Paul, também falecido no acidente. Quem há muito partilha desta ideia é o pai de Dodi, o multimilionário saudita Mohammed al-Fayed.
Assim, a poucos dias de se completarem seis anos sobre a morte de Diana, ocorrida a 31 de Agosto de 1997, a polémica obra de Nicholas Davies vem dar uma força renovada à tese do assassinato, por muitos considerada consistente.
O posicionamento social de Diana e os seus sucessivos e incómodos comentários públicos eram uma ameaça permanente para a conservadora família real britânica. Ao sugerir que o seu marido, o príncipe Carlos, seria incapaz de reinar e ao criticar a mãe deste, a rainha Isabel II, por não modernizar a monarquia britânica, Diana terá ido londe demais, defende o autor.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)