Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Dilma considera “dramática” situação no Rio de Janeiro

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, manifestou esta quinta-feira a sua solidariedade às famílias que perderam parentes na tragediada região serrana no Rio de Janeiro, colocando a estrutura do Governo federal à disposição do Estado.
13 de Janeiro de 2011 às 20:11
"As cenas são muito fortes", disse Dilma Rousseff
'As cenas são muito fortes', disse Dilma Rousseff FOTO: Reuters

"É, de facto, uma grande dor. Dirijo às famílias atingidas a minha integral solidariedade", afirmou a presidente numa conferência de imprensa no Rio de Janeiro, ao lado do governador Sérgio Cabral, após sobrevoar a região devastada pelas chuvas.  

Para Dilma Rousseff, o momento é "muito dramático".  

"As cenas são muito fortes. É visível o sofrimento das pessoas. O risco é muito grande", lamentou.  

Dilma Rousseff garante que o Governo federal está a trabalhar, em conjunto com os Governos estadual e municipais, nas operações de resgate e vai apoiar a reconstrução das áreas destruídas, mas enfatizou também a necessidade de prevenção.   

"A prevenção não é uma questão apenas da Defesa Civil. É uma questão de saneamento, drenagem e política habitacional de Governo", salientou a presidente, acrescentando que "moradia em área de risco no Brasil é a regra, não é a excepção".  

Brasil Dilma Rousseff chuvas cheias morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)