Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Diplomacia russa pede clemência para Hosni Mubarak

O Ministério dos Negócios Estrangeiros russo pediu este sábado clemência para o antigo presidente do Egipto Hosni Mubarak, depois de o procurador ter pedido a pena de morte no julgamento que está a decorrer no Cairo.
7 de Janeiro de 2012 às 10:38
Procurador pediu pena de morte no julgamento
Procurador pediu pena de morte no julgamento FOTO: EPA

"O processo ainda continua no Cairo. Porém, semelhantes notícias são recebidas em Moscovo com preocupação. Partimos invariavelmente do princípio que se trata de assuntos internos do Egipto, [país] nosso amigo. Esperamos que a decisão seja tomada ao nível dos mais altos padrões jurídicos internacionais", de acordo com um comunicado da diplomacia russa.

"Por outro lado, consideramos possível, no caso de Mubarak, ter em conta considerações humanitárias. Trata-se de um homem bastante idoso, com 83 anos e que, segundo os dados existentes, está gravemente doente. Além disso, enquanto político, decidiu, em Fevereiro do ano passado, renunciar ao poder o que permitiu, em considerável medida, evitar mais vítimas entre pessoas inocentes", concluiu.

Mubarak e alguns antigos dirigentes do Ministério do Interior egípcio estão a ser julgados por terem mandado disparar contra manifestantes no início de 2011.

Na quinta-feira passada, a Procuradoria-Geral do Egipto exigiu a pena de morte por enforcamento para Mubarak, para o antigo ministro Habib al-Adli e seis vice-ministros do Interior.

egipto hosni mubarak cairo pena de morte
Ver comentários