Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

DIPLOMATA NORTE-AMERICANO ASSASSINADO EM BAGDAD

O ainda chefe da diplomacia norte- americana, Colin Powell, anunciou esta quinta-feira, em comunicado, que o civil norte-americano morto a tiro esta manhã em Bagdad era o diplomata Jim Mollen, declarando-se "profundamente entristecido com a sua morte".
25 de Novembro de 2004 às 15:35
No texto, Colin Powell apresenta as suas condolências à família e afirma que "o sacrifício de Jim Mollen não terá sido em vão".
Mollen, de 48 anos, era o conselheiro principal da embaixada junto dos Ministérios da Educação e do Ensino Superior iraquianos.
Fonte oficial norte-americana anunciou hoje de manhã que um civil norte-americano foi morto a tiro quando circulava num automóvel fora da chamada Zona Verde, a área de alta segurança da capital iraquiana, onde se concentram os serviços governamentais, embaixadas e principais instalações militares.
Mais tarde, um "site" radical islâmico da Internet difundiu um comunicado atribuído ao jordano Abu Mussab al-Zarqawi, com ligações à Al-Qaeda, reivindicando o assassínio em Bagdad de um norte-americano "conselheiro do Ministério do Ensino Superior iraquiano".
Ver comentários