Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Direita xenófoba reforçada na Suíça

O eleitorado suíço reforçou a posição da União Democrática do Centro (UDC), formação política de direita, populista e nacionalista, hoje nas eleições legislativas da federação helvética.
21 de Outubro de 2007 às 20:26
Uli Maurer, lider da União Democrática do Centro, conta com os socialistas no governo
Uli Maurer, lider da União Democrática do Centro, conta com os socialistas no governo FOTO: d.r.
As primeiras projecções, à boca das urnas, apontavam que a UDC tinha ganho mais seis assentos no Conselho Nacional, a Câmara Baixa no Parlamento, passando de 55 para 61 deputados, num universo de 200.
Por seu lado, os socialistas, a formação política mais votada em segundo lugar, perderam nove deputados e ficaram com 43.
As projecções apontam ainda para mais três lugares para os democrata-cristãos, bem como oito lugares para os dois partidos ecologistas. Os radicais perderam seis assentos no Parlamento.
A UDC, tida como xenófoba e anti-europeia, baseou a sua campanha na denúncia de crimes levados a cabo no país por estrangeiros, mostrando um cartaz com uma ovelha branca a expulsar da federação uma ovelha negra.
Curiosamente, o presidente da UDC, Uli Maurer, garantiu querer contar com os socialistas no governo, com uma dúzia de pastas, a designar a 12 de Dezembro.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)