Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Diretor do FBI violou regras

James Comey acusado de tentar influenciar as eleições.
Ricardo Ramos 31 de Outubro de 2016 às 08:27
Hillary Clinton (ao centro) considerou "estranha" a atuação do diretor do FBI
Hillary Clinton (ao centro) considerou 'estranha' a atuação do diretor do FBI FOTO: Brian Snyder/Reuters
O diretor do FBI, James Comey, violou as normas internas da agência ao tornar pública a abertura de uma nova investigação relacionada com os emails de Hillary Clinton, revelou a imprensa norte-americana.

A referida norma estipula que o FBI se deve abster de decisões que possam ser interpretadas como uma tentativa de interferência nas eleições.

Ou seja, Comey não devia ter informado o Congresso da abertura da nova investigação a Clinton a menos de duas semanas das eleições, e foi mesmo aconselhado a não o fazer pelo Departamento de Justiça.

Clinton considerou a decisão de Comey, um republicano, "estranha e sem precedentes", e fontes da sua campanha sugeriram que o diretor do FBI está a tentar favorecer Donald Trump.

A nova investigação está relacionada com emails encontrados no computador do marido de uma assessora de Clinton no âmbito de outra investigação.
FBI James Comey Hillary Clinton Donald Trump política eleições EUA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)