Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Diretora do FMI insiste que saída da Grécia do euro não está a ser discutida

Os gregos têm de apresentar até terça-feira uma lista de reformas económicas concretas.
23 de Fevereiro de 2015 às 21:57
A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional Christine Lagarde
A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional Christine Lagarde FOTO: EPA

A diretora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde, insistiu esta segunda-feira que a saída da Grécia da zona euro "não está entre as opções" e "não está a ser discutida".

"A saída da Grécia não está entre as opções e não está a ser discutida", garantiu Christine Lagarde numa entrevista ao diário "Huffington Post".

Na entrevista, a diretora-geral do FMI sublinhou que a semana passada foi conseguido um "ponto de viragem quando houve determinação coletiva para ouvir, criar confiança e fazer o melhor para se ficar junto".

Na sexta-feira passada, o Governo grego de Alexis Tsipras e o Eurogrupo chegaram a acordo para prolongar por mais quatro meses o programa de ajuda financeira. Em troca, os gregos têm de apresentar até terça-feira uma lista de reformas económicas concretas.

Segundo Christine Lagarde, o objetivo fundamental do acordo foi "manter a estabilidade e fomentar o crescimento".

A Grécia tem de fazer "reformas mais profundas", disse, salientando que sem elas o país não retomar o crescimento.

Fundo Monetário Internacional FMI Christine Lagarde Grécia Eurogrupo
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)