Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Discursa 21 horas contra lei da saúde

Ted Cruz, do movimento ‘Tea Party’, protagoniza desafio insólito, mas pouco mais do que simbólico, contra a polémica reforma liderada por Obama.
26 de Setembro de 2013 às 01:00
Ted Cruz não comeu nem foi ao WC
Ted Cruz não comeu nem foi ao WC FOTO: Reuters

Um senador do ‘Tea Party’ fez um discurso de mais de 21 horas no Senado dos EUA, num protesto simbólico contra a iminente entrada em vigor da reforma do sistema de saúde.

Em causa estava a aprovação de um orçamento extraordinário para garantir o financiamento do Governo Federal a partir de 1 de outubro – incluindo a polémica reforma da saúde, batizada pelos republicanos como "Obamacare". O senador Ted Cruz e outros apoiantes do ‘Tea Party’ – a ala mais conservadora dos republicanos – defendem que o partido deve travar a reforma, nem que para isso seja necessário paralisar a Administração Federal. Numa solução de compromisso, a Câmara dos Representantes aprovou um orçamento que exclui o financiamento da reforma, mas a medida será certamente chumbada pelo Senado, onde os democratas, do presidente Barack Obama, têm maioria.

Mesmo sabendo que não conseguiria travar a votação, Cruz iniciou terça-feira um discurso maratona contra a nova lei. Prometendo "falar até não poder mais", o senador subiu ao palanque e por lá ficou mais de 21 horas sem nunca se sentar, comer ou ir ao WC. Além de arremeter contra o plano, que considerou o maior "assassino de empregos" da História, falou da infância, do pai cubano, comparou os custos da reforma com a ida do homem à Lua, leu mensagens de apoiantes e até aproveitou para contar uma história de dormir às filhas.

Mesmo sabendo que não conseguiu mudar nada, saiu do palanque satisfeito com o seu simbólico desafio. "A única coisa que ele fez foi promover-se", sentenciou um colega democrata.

Ted Cruz Tea Party protesto saúde lei Barack Obama
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)