Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Dissidentes reivindicam novo ataque

O IRA da Continuidade, um dos grupos dissidentes do IRA, reivindicou ontem o ataque contra um polícia, morto na noite de segunda-feira na Irlanda do Norte. Este é o segundo atentado em dois dias na Irlanda do Norte, onde muitas receiam o ressurgimento da violência.
11 de Março de 2009 às 00:30
O local onde foi morto o polícia Stephen Carroll na segunda-feira
O local onde foi morto o polícia Stephen Carroll na segunda-feira FOTO: EPA/Lusa

Stephen Paul Carroll, um polícia de 48 anos, casado e com filhos, foi morto na noite de segunda-feira quando patrulhava a zona de Lismore Manor, em Craigavon. Um tiro atravessou o vidro traseiro do carro e atingiu-o mortalmente.

No passado sábado, dois militares foram abatidos junto ao quartel de Massereene, Noroeste de Belfast. Os dois atentados já foram reivindicados: o de sábado pelo Ira Verdadeiro e o de segunda-feira pelo Ira da Continuidade, dois grupos paramilitares que se opuseram ao processo de paz. Aliás, a polícia acredita que nestes dois últimos ataques tenha havido uma coordenação entre os dois grupos.

Ontem, a polícia norte-irlandesa deteve para interrogar um jovem, de 18 anos, e um homem, de 37 anos .

Estes novos ataques fazem recear o fim da paz na Irlanda do Norte, mas o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, insiste que a paz é um dado adquirido.

Recorde-se que a 10 de Abril de 1998 partidos católicos e protestantes assinaram os Acordos de Sexta-Feira Santa, que levaram à formação de um governo de partilha entre as duas principais forças.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)